terça-feira, 8 de abril de 2008

Anton Rejcha (1770 - 1836)

Anton Rejcha (ou Antoine Reicha como é também conhecido) foi um compositor naturalizado francês de origem checa.

Anton Rejcha nasceu a 26 de Fevereiro de 1770 em Praga tendo perdido o pai muito jovem. A sua mãe aparentemente não se interessava muito pela educação da criança tendo Rejcha sido educado por um tio que era um virtuoso Violoncelista e que cuidou desde dessa altura da sua educação musical.

Em 1785 a família mudou-se para Bona onde Reicha se tornou membro da Hofkapelle. Curiosamente o jovem Beethoven era membro dessa mesma orquestra e os dois tornaram-se grandes amigos, amizade essa que se iria prolongar durante toda a vida.

Foi desde essa altura (1785) que Reicha começou a estudar composição aparentemente contra a opinião do seu tio. De 1789 a 1794 estuda em Bona na universidade onde também tocava como forma de assegurar a sua sobrevivência.

Quando as forças de Napoleão atacaram Bona Reicha fugiu para Hamburgo onde jurou não mais tocar um instrumento ganhando a sua vida dando aulas de composição. Em 1799 mudou-se para Paris onde esperava ganhar a sua vida com as suas óperas.

Desta forma em 1801 mudou-se para Viena onde viria a estudar com o nosso já conhecido s Antonio Salieri e Johann Georg Albrechtsberger. Ambos eram como já sabemos excelentes professores e teóricos o que terá sido sem dúvida determinante no gosto que Reicha desenvolveu pela teoria. Em Viena Reicha teve claro oportunidade de voltar a encontrar Beethoven e de completar uma grande parte das suas obras.

Infelizmente este período fecundo foi mais uma vez interrompido por Napoleão em Novembro de 1805. Fugiu para Leipzig mas sem depois conseguir voltar a Viena. Desta forma decide voltar a Paris onde é desta vez muito bem sucedido enquanto professor sendo nomeado professor de contraponto e fuga no Conservatório de Paris em 1818. Foi também nesta altura que escreveu várias obras teóricas relevantes. O "Cours de Composition Musicale" publicado em 1818 tornou-se o texto recomendado no conservatório. Foi também em Paris que compôs os quintetos para sopros e outras peças para instrumentos de sopro que são hoje as suas peças mais conhecidas. Ouçam aqui um quarteto para instrumentos de sopro.

Na ultima década da sua vida Reicha estava completamente integrado na vida Parisiense tendo obtido a cidadania francesa em 1829 passando a fazer parte a partir de 1835 da Academia Francesa. Publicou dois outros tratados que geraram bastante controvérsia. Franz Liszt, Hector Berlioz, Charles Gounod e mesmo Cesar Franck foram seus alunos o que diz bem da reputação de Rejcha como professor.

Rejcha faleceu em Paris a 28 de Maio de 1836.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Oportunidades na Amazon