segunda-feira, 3 de março de 2008

Beethoven - Sinfonia nº 5 Op. 67 em Dó Menor

Chegamos à sinfonia mais conhecida de Beethoven. A quinta sinfonia com o seu começo já despertou muitas pessoas para a música ou não fossem chamados os toques do destino. Digo eu que para quem ouve esta composição o destino só pode mesmo ser apaixonar-se por esta sinfonia !

A sinfonia nº 5 Op. 67 em Dó Menor foi composta entre 1804-1808 sendo dedicada conjuntamente a Franz Joseph von Lobkowitz e ao conde Rasumovsky.

Note-se que esta história dos "golpes do destino" é uma expressão que provém de Anton Schindler secretário e biografo de Beethoven em que hoje se confia muito pouco por se saber que manipulou várias informações dos diários de Beethoven. Acresce que se sabia que Schindler tinha um gosto pela teatralização na qual este argumento do "destino" cabe demasiado a propósito. Talvez tenha sido uma história inventada, mas que foi bem inventada lá isso foi.

Desta sinfonia diz Berlioz que é eventualmente a primeira em que Beethoven deu livre curso à sua voz sem influência de qualquer influência externa. Berlioz defende que a primeira, segunda e quarta estavam ligadas aos percursores do período clássico Haydn e Mozart e que a Terceira por original que fosse do ponto de vista músical estaria ligada à literatura Grega e a Homero e à Iliada em particular.

Deixo-vos com um extracto do texto (ainda em françês, mas já vos prometi que no fim desta série vou publicar o texto integral traduzido e anotado porque acho que vale a pena).

La symphonie en ut mineur, au contraire, nous paraît émaner directement et uniquement du génie de Beethoven; c’est sa pensée intime qu’il y va développer; ses douleurs secrètes, ses colères concentrées, ses rêveries pleines d’un accablement si triste, ses visions nocturnes, ses élans d’enthousiasme en fourniront le sujet; et les formes de la mélodie, de l’harmonie, du rhythme et de l’instrumentation s’y montreront aussi essentiellement individuelles et neuves que douées de puissance et de noblesse. - Berlioz

Por fim fiquem com o primeiro andamento desta sinfonia dirigida por Toscaninni. Hoje ao fim do dia ou amanhã pela madrugada mais sobre este primeiro andamento ...

2 comentários:

  1. Uma grande interpretação, a de Toscanini.

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida. Gosto muito da maneira como ele dirige a orquestra.

    ResponderEliminar

Oportunidades na Amazon