quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Musopen - Uma ideia de uma biblioteca de música clássica grátis

Na revista Wired (para mim a melhor revista do mundo), bom na verdade no seu site da versão inglesa encontrei um artigo sobre um projecto muito interessante: Musopen. A ideia deste projecto é tão simples como brilhante.

Este grupo pretende recolher fundos (na verdade já o conseguiu) para gravar sinfonias de Beethoven, Brahms, Sibelius e Tchaikovsky e libertar essas gravações para o domínio público. Isso é necessário porque se por um lado Beethoven por exemplo já faleceu há mais de 180 anos e logo as obras já não estão protegidas por nenhum tipo de copyright o mesmo já não acontece com as interpretações de cada uma das suas obras. Os direitos de interpretação estão sujeitos exactamente às mesmas regras.

Assim a ideia é simples: Contratar uma orquestra de topo gravar as obras (o contrato obviamente terá em conta esse desígnio) e depois colocar essas interpretações disponíveis para download. Tudo legal sem infracção de qualquer direito de artistas ou compositores. Para isso estabeleceram uma página onde é facílimo fazer a doação que se pretenda. Posso dizer-vos que já contribui, entretanto o valor necessário até já foi atingido mas quanto mais forem os fundos mais obras poderão ser gravadas. Os pagamentos podem ser feitos através da Amazon pelo que o processo é absolutamente seguro.

Na verdade este já é o segundo projecto deste género dado que já foram gravadas as 32 sonatas de Beethoven para piano e que também já foram disponibilizadas para o domínio público.

Beethoven estaria contente com este projecto, como ele dizia : "Deveria haver um único armazém no mundo ao qual todos os artistas pudessem levar as suas peças e dele retirar tudo de que tivessem necessidade"

3 comentários:

  1. A ideia é engraçada e vejo-lhe bastante mérito, mas se a "orquestra de topo" que contratarem for como o pianista (Paul Pitman) que gravou as Sonatas de Beethoven...pois...não gastarei o meu tempo a fazer o download dessas versões. Ele é mais organista que pianista !

    Prefiro comprar CDs, que hoje em dia já se encontram verdadeiras pechinchas com interpretações magistrais.

    ResponderEliminar
  2. acho a idéia ótima, principalmente em países onde não se encontre muita variedade de CDs (o Brasil apesar de grande está anos luz atrás da Europa neste quesito).

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    passo para dizer-te que não saberia viver sem os meus amigos.
    Para ti, que fazes parte deles, vai o meu carinho e o meu agradecimento em forma de palavras escritas no meu blog. A acompanhá-las há um presente feito especialmente para ti...
    Visita o meu Estados de Alma e verás...

    Um beijo.

    ResponderEliminar

Oportunidades na Amazon