sábado, 1 de setembro de 2012

Saint Saens - Concerto nº 3 em Si Menor (Op. 61)

Hoje continuamos com uma obra para violino sempre no reportório romântico e na escola francesa aproximadamente na mesma época da obra de que vos falamos anteriormente - este concerto foi estreado em 1881 - aliás dedicado e estreado por Pablo de Sarasate, amigo de Saint Saens e claro ele também compositor além de violinista virtuoso.

A razão pela qual decidimos abordar esta obra prende-se com o facto de termos podido ver no You Tube o jovem Manuel Abecassis interpretar esta obra num recital de jovens talentos realizado em Andorra. A obra que vos mostro de seguida é a transcrição para violino e piano (a parte de violino pelo que sei é idêntica à original para violino e orquestra que vos mostro no fim o primeiro andamento numa interpretação de Julia Fischer). Já tínhamos falado deste jovem por várias vezes neste blog mas nunca é demais realçar um talento.

Esta obra de Saint Saens pela sua qualidade musical é uma das obras do compositor que se manteve no reportório. O concerto tem três andamentos que segue aproximadamente a forma clássica de andamento rápido - lento - rápido. E dizemos aproximadamente porque no primeiro andamento, de certo o mais francês dos três há passagens bastante líricas e lentas que contrastam com verdadeiras proezas técnicas rapidíssimas que sem serem tecnicamente tão exigentes como outras obras de Saint Saens são não obstante particularmente desafiantes pelos contrastes que exibem. Não é fácil fazer com que se destaque a natureza poética deste andamento no meio de algumas proezas técnicas ...  Depois deste primeiro andamento o segundo baseado numa melodia popular siciliana é o ponto de passagem e de equilíbrio. Este segundo andamento é quase totalmente constituído por um diálogo entre o violino e os sopros dialogo esse que termina em arpégios em harmónicos verdadeiramente feéricos. O terceiro andamento por seu lado é inspirado em temas espanhóis fazendo deste concerto um verdadeiro concerto "latino". Este andamento tem um final verdadeiramente épico

Fiquem portanto com Manuel Abecassis com os três andamentos do Concerto em Si Menor de Saint Saens.


1º Andamento (Allegro non troppo) - Até 8:49
2º Andamento (Andantino quasi allegretto) - Até 16:09
3º Andamento (Molto moderato e maestoso)

A propósito da versão que vos vou mostrar a seguir não quero que comparem os violinistas em causa, não é essa a intenção - a idade dos mesmos não é de todo a mesma - embora em termos de maturidade musical na minha opinião a diferença seja muito pequena e isto não é pequeno elogio para o mais jovem dos dois músicos porque Julia Fischer é provavelmente uma das melhores da sua geração senão mesmo a melhor - mas isto é difícil de dizer sendo como é uma questão que para mim a partir de um determinado ponto é felizmente subjectiva, mais ou menos o mesmo que dizer que Monet é superior a Manet ou vice-versa.

Mas dizia-vos, a razão pela qual vos mostro a versão original é para que comparem a versão transcrita para Violino e Piano e a versão original e que compreendam um pouco dessa forma o poder e o papel da orquestração.

 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Oportunidades na Amazon